Desabafo

30 outubro, 2011

Sou a favor da volta deste blog porque estou com problemas nas principais redes sociais, a saber:

– Meus parentes descobriram meu Facebook. Eu me contentava com os colegas de trabalho DE TODOS OS TEMPOS de mais de dez anos de vida profissional, mas a prima da minha tia-avó de Minas me achar no Facebook e curtir uma piada de humor negro meu, não. Não, não, não.

– O twitter (minha timeline, pelo menos) virou churrascão de compadre. Eu não me sinto confortável para dar unfollow em gente que eu já conheci pessoalmente. É um problema. Fica chato. Vai rolar um aniversário no futuro de alguém que vocês seguem em comum e vai ficar aquele clima pesado. Aquele olhar de desaprovação de “você se acha superior a mim”. Não acho, amigo, é o twitter que tem essa magia de fazer com que pessoas realmente legais na vida real riam rio grande do sul e usem o mesmo meme por mais de uma semana. Não sei explicar o porquê, um dos mistérios da humanidade.

diferença básica

18 outubro, 2010

Contei pra uma amiga sobre o cara legal que eu conheci no feriado e ela dispara: “Onde foi? Como foi? Como ele é? Ele é bonito? Que que ele faz? Quantos anos ele tem? Foi legal? Vocês vão se ver de novo?”

Daí eu contei pra um amigo e ele: “Mas e aí, você deu umazinha?”

não sei vocês…

12 agosto, 2010

mas eu já tenho candidato:

Peixe para vizinho da Grazi! Porque se é pra avacalhar com gosto…

Mudernidades

16 julho, 2010

Olha, eu sou super a favor do movimento gay (englobando aí lésbicas, transexuais etc e tal). Acho que é muito difícil você achar alguém que te ama como você é e você ame igual, então acho mesmo que eles têm que se casar e criar filhos  (até porque tem uns héteros fazendo muita merda por aí). Na minha humilde opinião, bissexualidade é coisa de gente indecisa, mas mesmo assim, se você quer sair pegando tudo e todos, vá lá (desde que haja consenso, claro!), a vida é sua, você quem sabe.

Dito isso, me explica QUE MULHER se sente atraída por uma criatura dessa:

Sério. Modernidade demais pra minha cabeça.

Antes de mais nada, atenção ao título do post. Aspas em inglês são fechadas após o sinal de pontuação. “The sentences end like this.” Pela atenção, obrigada.

Mas o importante é que hoje Richard Starkey Jr., o seu, o meu, o nosso RINGO STARR (caixa alta, letras piscando, você também visualiza, leitor?) completa setenta primaveras. E o Youtube nos disponbiliza sensacionais comerciais para comemorar a data:

e meu favorito

“wrong lads” hohoh ringo, love you, mate :*

em 3 passos:

1. vá frequentemente a determinado bar, seja simpático e sociável até o dia em que o garçom te reconheça pelo nome, mesmo sem nunca ter dito pra ele (eles vêem qual a sua graça no momento exato da pergunta “crédito ou débito?”);

2. faça propaganda exaustiva com seus conhecidos do menu, da temperatura da cerveja, do ambiente amistoso;

3. compre a camiseta temática:

*Politicamente corretos não são bem-vindos a este blog.

Claro que @vanortega me narrou o episódio de modo muito mais interessante, mas tudo bem.

E o episódio de hoje é sobre karaokê, olha que coincidência. Mas meu karaokê dos domingos acabou, quem se importa com karaokês agora? Não eu.

My parents were awesome

12 novembro, 2009

tecaecaca

(Mandei. Será que publicam?)

Actually, they still are…

SLZ-057

Aff

2 novembro, 2009

Menina, vou te dizer que me aconteceu um bafão nesse feriado e eu estou temerosa que esse post se volte contra mim hahaha

Apague tudo de comprometedor deste blog, Inês. Pelo bem da sociedade.

Abraço pro nosso provável único assinante do feed – @tmeller fica aqui nosso agradecimento!

Vou ficar devendo…

29 outubro, 2009

…uma do papai pra poder ir de acordo com o site, mas vai uma de mamãe pra exemplificar que…

@Friburgo- Janeiro 1978 - Ricardo e Berenicemy parents were awesome!