phelp’s swimmers

31 agosto, 2008

Ah, engraçadinho, vai. Igual Dory.

Anúncios

detalhes tão pequenos

30 agosto, 2008

E aí voltando ao tópico dos dinossauros, entramos no chavão “nada se cria tudo se copia”. Me dei conta ontem, ouvindo Don’t Stand So Close to Me pela enésima vez, quando ele diz que toda a história da garotinha querendo pegar o professor Sting (quem não o faria?, convenhamos) é “just like the book by Nabakov”. Hum, o cara da Lolita – The Police só fazendo o merchandising pelo prol da leitura.

Mas como uma teoria precisa de um embasamento mais sólido, com mais que um exemplo, hoje me veio a luz. Meu celular, com 22% de memória, foi levado pela minha pessoa até a área de serviço, no modo walkman, para que a bateria finalmente terminasse e eu pudesse recarregá-lo. Então imagine a cena: eu lá, lavando roupa, com o celular no basculante da janela, tocando Roberto the fucking king of Jovem Guarda Carlos. Qual a diferença entre eu e uma doméstica no mesmo ofício, porém em 1971? A falta de fios, somente.

O universo é um eterno dia da marmota, pessoas. Fato.

Como eu amo Favoritos!

27 agosto, 2008

Estava eu no blog com link lá embaixo que preguiça de mexer com html me divertindo com can you believe they dated e cheguei à conclusão que a teoria da evolução é uma grande piada –> vamos todos voltar aos dinossauros dia desses –> não paro de repetir assuntos neste blog. (Percebeu a conexão de idéias?)

Explico-me: me empolguei com o joguinho six degress yadda yadda e descobri que Natalie Portman – como eu dia desses escrevi – é minha musa mor, acabou de ganhar mais estrelinhas do meu estandarte. Por que, você me pergunta, e eu já te respondo “devido à sua conexão amorosa com o Sr. Andy Sandberg, aquele narigudinho horrendo do SNL”. Again, repetindo-me, digo que o Sr. Sandberg faz parte da minha shaggy list (também porque o Sony Entertainment Television me conveceu bem), mas, acima de tudo, porque um homem que faz rir é um bem de consumo pessoal.

Nunca mais hei de ficar entediada online com esse Favoritos, cara. Pedido das minhas rezas.

bad beard/hair day

26 agosto, 2008

Meu queridíssimo Marcelo Camelo vai lançar cd novo, na internet, dia 8 de setembro.

A notícia é muito boa, mas precisava a globo.com colocar uma foto tão parecida com uma mugshot?

Tá parecendo um afegão recém saído de Guantánamo.

zara de pobre

21 agosto, 2008

Carãm, sem nenhuma dúvida estamos lá – meu lado oldies + Maracanã fala mais alto – mas como assim? Patrocínio de Renner é muito derrota, Maddie.

Só a cabala salva, mesmo.

meme

18 agosto, 2008

Fui indicada pelo Luciano, e aqui estão as minhas respostas:

Quatro empregos que já tive:
– assistente de professora de inglês (turma infantil);
– professora de inglês;
– passadeira (eu passava roupa pra minha prima quando moramos na Inglaterra – e recebia por isso);
– bibliotecária.
Quatro filmes que assisto sempre que passam:
– As apimentadas;
– Cidade de Deus;
– Diário de uma paixão;
– Trainspotting.
Quatro lugares que já morei:
– SQN 202, Brasília;
– Coventry, Inglaterra;
– Águas Claras – DF;
– Condomínio South Beach, Brasília.
Quatro programas que vejo na TV:
– CQC;
– A Favorita (sim, virei noveleira, prontofalei);
– 30 Rock;
– The Office.
Quatro pessoas que me mandam e-mail regularmente:
– Henrique;
– Iara;
– Isa;
– Thelmo.
Quatro coisas que você faz todos os dias:
– checo email/orkut etc;
– ouço música (principalmente no carro, daí eu canto tbm);
– uso secador de cabelo heh;
– tenho sono.
Comidas que gosto:
– brigadeiro;
– rosbife;
– sushi/sashimi/temaki;
– kafta extra do bom e velho Beiras;
Quatro lugares que gostaria de estar:
– Posto 9, Ipanema – RJ;
– Covent Garden em Londres;
– qualquer lugar em Dublin;
– São Luís – MA (paparicando os bebês da família).
Dois blogueiros que indico para dar continuidade a este Meme:
– Marinex, a companheira de blog;
– Ticks! (Nariz de esquimó).

finalmente

18 agosto, 2008

Madonna con-fir-ma-da no Brasil.

É nóis!

sem desculpa

18 agosto, 2008

Leitura dá mesma emoção que cinema, afirmam médicos.

Acabou a desculpa. Vamos ler, cambada de vagabundos!

shaggy list

16 agosto, 2008

Pô, vim justificar o porquê do Oswaldir no post anterior, de como Vladimir Britchta põe cor nos meus dias preto e branco, e descubro que:

– não há um foto boa de Vlad na Internet, daí a dona Carolina ao lado dele;
– Vladimir fez o Narciso em Belíssima – como assim, assisti eu Belíssima? Por que não me lembro de Narciso de Belíssima?

E me conformo porque Deus juntou ele e a chata da Adriana Esteves. Uma pessoa muito complicada de se tietar, merece ser casado com alguém ligeiramente mais famosa.

Pois então eu fui declarada musa dos taxistas, a saber.

Dia desses fui à Lapa e peguei um táxi até a casa de uma amiga aqui perto. Dei papo para o senhorzinho – todas viraremos nossas mães, fato certo – e, na descida, eu, com essa minha mania educada de “Boa Noite, bom trabalho”, recebi um “Tchau, brotinho”. Strike one.

Na volta, peguei um táxi lá mesmo – o que é até meio tosco, pegar táxi sem ser de rádio, de madrugada na Lapa, mas sendo eu MacGyver… Vim conversando com o cidadão sobre a Lapa e seus viadinhos, de como o mundo está cheio deles, etc, quando ele me solta um: “Pô, mas duas mulher eu acho bonito”. Nessa hora o meu cérebro cheio de cerveja e ice reparou que ele estava indo a 40, talvez para esticar a conversa, talvez para me sequestrar para Nova Iguaçu. Mas acabou tudo bem, boa noite, bom trabalho – “Falou, gata”. Strike dois.

Em outro dia, outra semana, outro mês, estou eu aqui no ponto em frente de casa, esperando um ônibus para o Leblon, quando surge da rua transversal um táxi piscando o farol. “Não é comigo”, pensei, mas era e o cara parou no ponto e perguntou se eu tinha feito sinal para ele.
– Não, fui eu não.
– Pôxa, dei a volta no quarteirão achando que tinha sido.
– Pô, desculpa, não fui eu. (ô mania de ser educada com gente que não precisa)
– Tô indo pra Barra, quer carona?

Uma carona seria uma ótima, mas como aceitar de um taxista tarado que pára sem se fazer sinal?

– Não, brigada, foi tudo o que eu falei, rezando para que ele vazasse, pelamordedeus, ônibus, chega logo que ele daqui a pouco vai saber onde eu moro.

Porque não me aparece um Oswaldir por essas bandas?, mistérios do desconhecido.

Semana que vem: ônibus.